Alimentos fontes de magnésio

O magnésio está presente em muitos alimentos. Na maioria deles é possível encontrar essa propriedade, mas em alguns a quantidade é mais relevante, podendo variar de 10 a 100 mg. Para adquirir boas quantidades desse composto, sem precisar recorrer ao cloreto, é necessário incluir alguns alimentos ao cardápio.

Veja alguns dos que mais possuem magnésio, considerando 100g:

  • Alga marinha: 770 mg;
  • Coentro seco: 694 mg;
  • Manjericão seco: 422 mg;
  • Sementes de linhaça: 392 mg;
  • Cacau em pó sem açúcar: 499 mg;
  • Whey protein: 176 mg;
  • Manteiga de amêndoa: 303 mg;
  • Sementes de abóbora secas: 535 mg;
  • Cavala (peixe): 97 mg;
  • Grãos de soja: 86 mg;
  • Espinafre: 79 mg;
  • Acelga: 285,7 mg;
  • Arroz integral: 44 mg.

Outros alimentos fonte de magnésio são:

  • Folhas verdes (de preferência, verde escuras): agrião, alface, couve, chicória, rúcula, espinafre, acelga;
  • Algas marinhas;
  • Suco de erva fresca, como de hortelã e vegetais;
  • Nozes;
  • Sementes oleosas e germinadas;
  • Grãos integrais;
  • Feijão;
  • Levedura de cerveja;
  • Batata;
  • Abóbora (inclusive a semente);
  • Leguminosas como lentilha e ervilha;
  • Frutas: banana, damasco, abacate, ameixa, melancia, laranja, maçã, abacaxi, pêssego;
  • Milho;
  • Farinha de trigo integral.

Já as fontes de magnésio de origem animal incluem:

  • Linguado (peixe);
  • Bacalhau;
  • Camarão;
  • Aves;
  • Carne bovina;
  • Carne suína;
  • Mel;
  • Ovo;
  • Sardinha;
  • Leite e derivados.

Lembre-se sempre de manter uma alimentação equilibrada e, sempre que necessário, fazer o acompanhamento com um médico ou nutricionista.


O cloreto de magnésio é um suplemento importante para o tratamento das doenças causadas pela deficiência desse mineral. Embora sua ação seja positiva no organismo, é fundamental não depender apenas do suplemento.

Vários alimentos apresentam boas quantidades de magnésio. Acrescentá-los à dieta do dia a dia deve trazer não só os benefícios deste mineral, mas como os de outras propriedades.

Sendo assim, converse com seu médico e investigue a possibilidade (e necessidade) de ingerir o cloreto de magnésio. Se você já faz uso, fique a vontade para nos contar no espaço de comentários quais foram os resultados.

Fonte minutosaudavel

Referências

CAMPOS, Bruna Aline de. Benefícios do Magnésio para a saúde / Bruna Aline de Campos. Fundação Educacional do Município de Assis – FEMA — Assis, 2012.
http://www.fsp.usp.br/~marlyac/magnesiosodiopotassio.pdf
https://pt.scribd.com/doc/181116590/ARTIGOS-SOBRE-CLORETO-DE-MAGNESIO-pdf