CONHEÇA 3 SOLUÇÕES PARA CARAMUJOS NA LAVOURA

A presença de alguns animais pode prejudicar o desenvolvimento de cultivares e a qualidade dos materiais nas lavouras. Por isso, além de cuidados com a prevenção, é essencial que produtores busquem alternativas que podem solucionar sua presença, garantindo a qualidade e sanidade dos alimentos. Comum em culturas de folhosas, como a da alface, almeirão, chicória e repolho, os caramujos podem danificar as plantas e atrapalhar os produtores na hora da comercialização dos materiais. Além disso, em casos como o dos caramujos africanos gigantes, são transmitidas doenças nocivas aos humanos, o que torna necessário redobrar a atenção no manejo.

Para lidar com os caramujos, uma dica preciosa é investir em armadilhas com caldas naturais. Além de serem medidas de baixo custo, elas podem ser confeccionadas com materiais que os produtores tem em suas casas. A sua função é  atrair os animais, possibilitando que os produtores encontrem estes com facilidade e possam, mecanicamente, realizar a sua retirada do campo.

Usualmente, as armadilhas consistem em panos ou estopas embebidos em cerveja, leite cru ou em solução de cebolinha e água, que pode ser preparada batida no liquidificador. Fica a critério de cada produtor utilizar o que estiver disponível em sua propriedade e for mais acessível.


Panos umedecidos com cerveja, leite cru ou solução de água e cebolinha são ótimas armadilhas para atrais caramujos da horta

Como os caramujos tem hábitos noturnos, o ideal é instalar as iscas ao final da tarde. Na manhã do outro dia, basta recolher os animais e eliminá-los. É importante lembrar que os animais se proliferam rapidamente, então é indicado deixá-los o mais longe possível da área de produção. Em muitos casos os produtores esmagam os caramujos e os enterram. Durante todo este procedimento, especialmente na hora de remover os animais da armadilha, é fundamental utilizar luvas de proteção nas mãos.

 

Fonte: Embrapa Hortaliças