Número de mortes violentas cai, mas Moro diz que ‘ainda é cedo’ para comemoração

A queda no número de mortes no primeiro trimestre deste ano é positiva, mas não há motivos para comemorar. A avaliação foi feita nesta segunda-feira (13), no Rio de Janeiro, pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Um índice criado pelo portal G1 apontou que entre janeiro e março as mortes violentas caíram 24% em relação ao mesmo período do ano passado. “Saiu matéria interessante de que diminuiu o número de assassinatos, mas ainda é cedo para fazer qualquer espécie de comemoração. Precisa ver se é tendência permanente”, disse Moro.

O ministro participou da sessão de abertura do I Simpósio Nacional sobre Vitimização Policial. No Estado do RJ já são pelo menos 71 agentes de segurança baleados e mais de 10 mortos nas mais diversas circunstâncias.