Julho 20, 2024

O que é Candidíase vaginal e quais são os, sintomas e tratamento.

0

A candidíase vaginal é uma das infecções mais comuns nas mulheres devido à menor distância entre a uretra e a vagina e ao desbalanço da micro-biota vaginal, em que há o favorecimento do aumento da quantidade de fungos do gênero Cândida, na maioria das vezes Cândida albicans.

O desbalanço da micro-biota vaginal e aumento da quantidade de fungos do tipo Cândida podem estar relacionados com estresse, maus hábitos de higiene, uso excessivo de antibióticos ou corticóides, gravidez e diminuição do sistema imunológico devido a outras doenças, favorecendo o crescimento dos fungos.

Os sintomas de candidíase vaginal são bem característicos, podendo ser percebido pela mulher coceira e sensação de ardência na região íntima e presença de corrimento de cor branca. Assim que a mulher perceber qualquer sinal de candidíase, é importante ir ao ginecologista para que seja iniciado o tratamento mais adequado, que é feito principalmente com antifúngicos, que pode ser em forma de comprimido ou pomadas.

Sintomas da candidíase vaginal

Os sintomas da candidíase vaginal, geralmente, aparecem quando a imunidade da mulher está baixa, sendo os principais:

Corrimento de cor branca, tipo leite coalhado;

Coceira intensa e sensação de ardência na região íntima;

Dor e ardência durante o contato íntimo;

Inchaço e vermelhidão da região íntima.

As mulheres com estes sintomas devem consultar o ginecologista para fazer o diagnóstico da infecção através de um exame à vagina, como o Papanicolau e, caso necessário iniciar o tratamento adequado.

Apesar de esses sintomas serem freqüentes na candidíase vaginal, esses mesmos sintomas também podem ser indicativos de outras alterações ginecológicas. Assinale a seguir os sintomas que apresenta e fique sabendo o que pode ser:

Vermelhidão e inchaço em toda a região íntima

Placas esbranquiçadas na vagina

Corrimento esbranquiçado com grumos, semelhante a leite talhado

Dor ou sensação de queimação ao urinar

Corrimento amarelado ou esverdeado

Presença de pequenas bolinhas na vagina ou pele áspera

Coceira que surge ou piora após usar algum tipo de calcinha, sabonete, creme, cera ou lubrificante na região íntima

Como é feito o tratamento

O tratamento da candidíase vaginal deve ser recomendado pelo ginecologista e é feito com a aplicação de pomadas antifúngicas diretamente na vagina ou uso de comprimidos, podendo ser recomendado o uso de Nistatina, Miconazol, Itraconazol ou Cetoconazol.

O uso desses medicamentos deve ser feito de acordo com a orientação do ginecologista e durante o tratamento, principalmente no caso de ser feito com o uso de pomadas, é recomendado evitar relação sexual.

Em alguns casos, também pode ser utilizado um comprimido antifúngico, como Fluconazol, em dose única oral ou três doses, durante três dias separados de 72 horas. Além disso, especialmente em situações de candidíase vaginal recorrente é necessário manter o uso do comprimido uma vez por semana durante pelo menos seis meses, ou de acordo com a recomendação médica. Tanto os comprimidos por via oral como os pomadas são eficazes, no entanto, os sintomas diminuem mais rapidamente quando o tratamento é feito diretamente na vagina, com pomada, comprimido ou óvulos.

Tratamento caseiro para candidíase vaginal

Um ótimo tratamento caseiro para candidíase vaginal é lavar a região íntima com água e vinagre, na proporção de quatro colheres de vinagre para meio litro de água. Além disso, é também importante adotar alguns cuidados para evitar a recorrência da candidíase vaginal, como:

Lavar e secar bem a região íntima antes de dormir;

Utilizar roupa pouco apertada e de algodão;

Dar preferência para a ingestão de pro – bióticos e lactobacilos, como iogurte;

Dormir sem calcinha;

Fazer a higiene íntima com gel vaginal com ph entre 3,8 e 4,5, evitando todos os produtos e sabonetes com químicos.

Também é importante evitar alimentos ricos em carboidratos, gordura e açúcar, pois é a principal fonte de alimento do fungo causador da candidíase vaginal.

Além disso, uma opção para melhorar a micro-biota vaginal e evitar que a candidíase vaginal volte a aparecer é o consumo de lactobacilos.

Por:Redaçao/Fonte:tuasaude

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *