Gestão do Prefeito Luciano Francisqueto conquistou aprovação e as contas receberam dispensa do parecer do Ministério Público

0

As contas do Município de Itabela referentes ao exercício de 2022 foram analisadas pelo pelo TCM, onde o Ilustríssimo Conselheiro Fernando Vita, aprovou as contas com ressalvas. No entanto, essas ressalvas se referem a detalhes passíveis de recurso, e a procuradoria do Município está estudando as correções necessárias para atender às exigências.

O relatório destacou que as ressalvas apontadas nas contas de Itabela de 2022 são de natureza minuciosa, o que significa que podem ser corrigidas e sanadas. O Município está empenhado em analisar cuidadosamente as recomendações para garantir a adequação das contas e a transparência na gestão financeira.

É importante ressaltar que as contas de Itabela referentes ao ano de 2021 e 2022, sob a gestão do Prefeito Luciano Francisqueto, não apresentaram matriz de risco, recebendo, assim, dispensa de parecer do Ministério Público. Essa dispensa é um reconhecimento da excelência na elaboração dos relatórios financeiros, evidenciando a eficiência e transparência na administração dos recursos públicos.

O Prefeito Luciano Francisqueto expressou satisfação com as informações apresentadas e enfatizou o compromisso de sua gestão em zelar pelo correto uso dos recursos municipais. Ele ressaltou a importância de que as ressalvas apontadas sejam prontamente corrigidas, a fim de garantir a conformidade com as normas e aprimorar a gestão financeira do município.

No geral, as contas do Município de Itabela referentes aos anos de 2021 e 2022 apresentaram-se em conformidade com as exigências legais, destacando a eficiência e transparência na administração dos recursos públicos. A gestão do Prefeito Luciano Francisqueto reitera seu compromisso com a responsabilidade fiscal e a busca contínua pela excelência na gestão pública, investindo os recursos municipais na Infraestrutura do município e nos serviços à população, ganhando destaque pela eficiência e transparência na gestão do Município.

Por: Asom

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *